POEMA AMOR BANDIDO!

Amor Bandido!
Ana Amélia Donádio 

Você foi chegando de mansinho
Com jeitinho meigo e muito carente,
 palavras doces e um olhar envolvente.
Era o homem perfeito,
o homem dos meus sonhos.

Ouvi da sua boca palavras que eu
jamais ouvira de outro alguém.
Me senti amada, desejada,
 como nenhuma outra mulher.
Você me fez acreditar no amor puro e verdadeiro,
 me fez sentir segura, sem medo de ser feliz.

 Acabei me entregando a esse amor.
Uma entrega de corpo e alma.
Já não me importava com o mundo lá fora,
pois meu mundo era você.
Meu amor era puro e incondicional.

Mas como tudo na vida passa,
acordei desse sonho que parecia lindo.
Percebi que estava vivendo um pesadelo.
Não estava sendo amada, e sim usada,
que não era desejada, e sim dominada.

Entendi que tudo não passou de palavras.
Palavras que não me levaram a lugar nenhum,
apenas para um mundo de incertezas.
 No peito fiquei com um vazio profundo,
e uma grande desilusão e tristeza.

O sonho acabou!
Vivi de mentirosas juras de amor eterno,
de promessas sem nexos que jamais foram cumpridas.
Hoje resta-me apenas uma companheira
 chamada solidão,
juntamente com a certeza que te amei,
 me entreguei e acreditei.
Pena que você tenha sido um amor bandido.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: